No dia 10 de Dezembro de 2020, foi realizado no auditório do Instituto Internacional de Macau (IIM) o lançamento do livro “Macau Vista por Dentro”, de José Joaquim Monteiro, mais conhecido por J. J. Monteiro, o poeta-soldado.

A reedição desta obra, para muitos, a melhor obra de J. J. Monteiro, originalmente publicada em 1983, é uma homenagem justíssima que o IIM presta ao notável poeta popular que muito bem soube interpretar em versos a história, a memória, o património, os usos e costumes, a descrição das principais comunidades locais, as festividades tradicionais e outras manifestações culturais, bem como as crenças e as lendas das gentes desta terra que escolhera para ser também sua. Durante o lançamento da sua primeira edição, o Pe. Benjamin Videira Pires descrevera o livro e as poesias do autor como sendo de indiscutível qualidade, quer no género lírico, quer épico, quer humorístico, quer narrativo. Também António Aresta relembrara esta obra como a “Bíblia de Macau”, justamente considerada por José dos Santos Ferreira, Adé.
 
“A Minha Viagem para Macau” (1939), “A História De Um Soldado” (1940, 1952, 1963 e 1983), “De Volta a Macau” (1957 e 1983) e “Macau Vista Por Dentro” (1983) são os títulos dos seus primeiros livros, sendo talvez “Macau Vista Por Dentro” a sua obra magna, revelando já um visível amadurecimento e um conhecimento profundo das origens e do percurso dos portugueses no Oriente, assim como de aspectos relevantes da cultura da China milenar. Após o seu falecimento, em 1988, a família do autor procurou dar vida ao legado e às suas obras que não tinham sido editadas, tendo posteriormente feito publicar pelo Instituto Cultural “Anedotas, Contos e Lendas” (1989), e pelo Instituto Internacional de Macau “Meio Século em Macau”, em dois volumes (2010), e “Memórias do Romanceiro de Macau” (2013).
 
A partir destas duas últimas obras, o nível de interesse e de investigação no mundo académico tem aumentado, merecendo destacar trabalhos do prestigiado Prof. António de Abreu Freire, relativamente ao estudo e promoção da “literatura de cordel”, o que projectou a obra de J. J. Monteiro nos círculos universitários do Brasil e de Portugal.

Condecorado em 1983 com a medalha de dedicação pelo Governador Vasco de Almeida e Costa, “J. J. Monteiro, emigrante, soldado, funcionário público e poeta, soube servir Macau e dignificar Portugal e a língua portuguesa no Oriente”. Foram estas as palavras com que o invocou no prefácio desta reedição o presidente do IIM, Jorge Rangel. Completaria 105 anos do seu aniversário em 2018.
 
A sessão de lançamento do livro, organizado pelo IIM, com o apoio da Fundação Macau, contaram com as apresentações do jornalista e historiador João Guedes, do professor António Aresta (autor de “Figuras de Jade – Os Portugueses no Extremo Oriente” (volumes I e II, respectivamente em 2014 e 2018), e ainda dos familiares do autor, Maria de Fátima Monteiro Martins e António Rossano Monteiro.

O evento, aberto ao público, foi efectuado sob as medidas de prevenção pandémica do Covid-19.
 
 
Pode ver a sessão em vídeo em: Sessão ao vivo no Canal YouTube do IIM
 
 
JJM2
JJM3
JJM5
JJM7
JJM1
JJM6
 

Calendário de Eventos

<<  <  Dezembro 2021  >  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
2728293031