Uma comitiva da Academia de Ciências Sociais da República Popular da China (CASS) - Instituto de Política e Economia Mundiais (IWEP) e Instituto dos Estudos da América Latina (ILAS) – visitou o Instituto Internacional de Macau (IIM), dia 20 do corrente, e foi recebida pelo seu secretário-geral, Rufino Ramos, e colaboradores. Representados por individualidades da área académica, entre professores e investigadores, e acompanhados pelo Vice-presidente da Associação de Investigação da Organização Mundial do Comércio da China, Wang Cheng'an, que exercera as funções de Secretário-Geral do Fórum de Macau, os visitantes demoraram-se a procurar informações mais detalhadas sobre as actividades académicas e culturais do IIM, localmente e no exterior, especialmente no que respeita ao papel de Macau como plataforma de intercâmbio económico e comercial entre a China e os países de língua portuguesa.

O IIM reflectiu o papel da instituição na difusão de um conhecimento mais esclarecido sobre as funções culturais de Macau, as estreitas colaborações e apoios que disfruta junto de diferentes entidades das áreas académicas, políticas e sociais daqueles países, e junto das comunidades macaenses da diáspora; a vantagem de haver uma colaboração sinergética entre o IIM e o Fórum Macau; e ainda o extenso número de publicações que editou sobre temas que retratam a China contemporânea, apostada fortemente no projecto da Área da Grande Baía e da iniciativa Uma Faixa, Uma Rota.

Foram feitas várias sugestões para se aumentar o fluxo de mercadorias nos dois sentidos, utilizando Macau como entreposto comercial, e para se ampliarem as funções de Macau, permitindo-lhe maior preponderância como intermediário financeiro internacional.

Por fim, teve ainda lugar uma visita às instalações do IIM, tendo realizado uma troca de lembranças entre a delegação e o IIM.

Visita 1

Com o objectivo de incentivar os jovens estudantes, professores, recém-licenciados e criativos à investigação e ao aprofundamento dos estudos visando o desenvolvimento da Região Administrativa Especial de Macau – em sectores estratégicos da economia e da diversificação, do património e da identidade, das ciências aplicadas, e História de Macau – decidiu o IIM manter “Prémio Jovem Investigador”, que vinha atribuindo desde 2001.

Ficha de Inscrição e Declaração

Regulamento

Vídeo Promocional

Cartaz

 

 

 

O IIM distinguiu ontem (dia 31 de Janeiro de 2018) duas jovens por trabalhos de investigação em áreas para a RAEM. O Prémio Jovem Investigador, iniciativa apoiada pela Fundação Macau desde 2001, tem como objectivo incentivar jovens estudantes, professores, recém-licenciados e criativos a investigação e ao aprofundamento dos estudos visando o desenvolvimento da Região Administrativa Especial de Macau, essencialmente nos sectores estratégicos da economia e da diversificação, do património e da identidade, das ciências aplicadas, e História de Macau.
As premiadas deste concurso foram Xu Chang, com o trabalho “A identidade dos Macaenses – foco na gastronomia macaense” e Ieong Lok Tong, sob o tema “Percepção das gerações e dos trabalhadores no recrutamento e retenção na indústria de serviços em Macau”.
Agradecemos a todos os participantes e ao painel de júri, constituído pelas professoras do Instituto de Formação Turística, Io Man U, e da Universidade de Macau, Rose Neng Lai.

Cerimónia de entrega do Prémio Jovem Investigador 2017

Cerimónia de entrega do Prémio Jovem Investigador 2017

Cerimónia de entrega do Prémio Jovem Investigador 2017

Cerimónia de entrega do Prémio Jovem Investigador 2017

Na defesa intransigente da singularidade de Macau e no intuito de reforçar o sentimento de pertença entre os concidadãos, particularmente da camada jovem, e de promover um conceito de identidade radicado nos valores culturais e históricos de Macau, o Instituto Internacional de Macau lança o presente regulamento que serve de regra ao concurso de Fotografias: MACAU - PATRIMÓNIO, GASTRONOMIA E TRADIÇÕES

Este Concurso destina-se a estimular o conhecimento da população, especialmente entre os jovens, das riquezas patrimoniais e gastronómicas de Macau, assim como as tradições que enformam a cultura de Macau.

Para esclarecimento de quaisquer dúvidas ou informações, favor contactar o IIM (28751727).

Regulamento

Boletim de Inscrição

Vídeo promocional

CARTAZ 2018 concurso

Os órgãos sociais do Instituto Internacional de Macau deliberaram atribuir o Prémio Identidade do ano de 2017 a Henrique d’Assumpção, mais conhecido por Quito entre os amigos, pela sua muito relevante contribuição para a preservação do património e da identidade macaense, disseminando a sua genealogia, história e cultura, no espaço cibernético, em Português e Inglês.  Natural de Macau, donde jovem partiu para prosseguir estudos na Austrália, “Quito” d’Assumpção desempenhou funções de relevo no Governo daquele País, com uma invejável folha de serviços e vários títulos e comendas honoríficas.  Depois de se ter aposentado da vida académica como Professor Emérito da Universidade de South Australia, passou a dedicar-se de corpo e alma, nos últimos 20 anos, a criar um repositório permanente para a preservação de registos culturais e históricos dos macaenses e, apesar dos seus outros inúmeros compromissos profissionais e oficiais, conseguiu recolher e disponibilizar um grande acervo de dados. Ampliando a documentação existente sobre a genealogia das famílias macaenses, enriquecendo-a com milhares de fotografias e variadas outras informações, coligindo mais de 200 receitas da culinária macaense, reunindo versos, um léxico e áudio do velho dialecto de Macau; logrou digitalizar esses elementos numa plataforma electrónica com documentação biográfica relativa a mais de 55.000 nomes, e preparou o desenvolvimento dessa base “indefinidamente para o futuro”, sem perseguir fins pessoais e num esforço digno dos maiores encómios.

O Prémio Identidade, instituído desde 2003, decidido por deliberação de todos os órgãos sociais do IIM, visa galardoar pessoas ou instituições que, de forma continuada, hajam contribuído para o reforço e valorização da identidade macaense. Entre os contemplados incluem figuras como o Monsenhor Manuel Teixeira, Henrique de Senna Fernandes, Arnaldo de Oliveira Sales, e instituições, tais como a Diocese de Macau, a Santa Casa da Misericórdia, a Universidade de Macau, a Escola Portuguesa de Macau e outros organismos, locais e do exterior, ligados à diáspora macaense.

 

Prémio Identidade 2017

Calendário de Eventos

<<  Maio 2018  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031